Como Implementar a Cultura Afro e Indígena nas Escolas

Baseado em 88 avaliações
  • 192 Alunos matriculados
  • 180 Horas de duração
  • 87 Aulas
  • 8 Módulos
  • 1 Avaliação
  • 6 meses de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 12x R$ 15,05 (ou R$ 149,90 à vista )
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!

"Muito proveitoso este curso. Muitos vídeos, documentários, música.... material que nos mostram como precisamos conhecer mais os nossos antepassados. Aprendi muito e já estou transmitindo o que descobri."
Antonia Rusiniere Ventura Pereira
mais avaliações

DIVERSIDADE CULTURAL: UMA PROPOSTA DE DISSEMINAÇÃO DA CULTURA AFRO NO CONTEXTO ESCOLAR DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS

OBJETIVOS

Atender à lei Nº 10.639/03, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases (LDB/1996) e instituiu as Diretrizes Curriculares para a sua execução, de modo a incluir aspectos históricos e culturais da obrigatoriedade do ensino da história da África e dos africanos no currículo escolar, conforme o nível dos alunos.

ESPECÍFICOS:

* resgatar o histórico da colaboração dos negros na estruturação e construção da sociedade brasileira;

* oportunizar a identificação da cultura afro-brasileira nos diferentes tempos e nos diferentes espaços, relacionando-as com o contexto local;

* conhecer diferentes possibilidades de inserção da cultura afro-brasileira através de oficinas recreativas e lúdicas.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A cultura é histórica, pensar em cultura é pensar em conhecimento, significado e formas de interpretar o mundo e nosso cotidiano. A construção de uma cultura é baseada no que fomos agregando ao longo da história para transformar e transmitir nosso pensamento, nossas formas de ser e sentir. Conhecer, aprender, ver as diferenças, como somos e como nos relacionamos é se apropriar do conhecimento.

Para entender o conhecimento, temos que refletir os inúmeros fatores pelos quais somos influenciados, como: o que assistimos na TV, o que temos como hábito de leitura, de saberes adquiridos, de técnicas corporais incorporadas, entre outros.

METODOLOGIA:

A intervenção pedagógica busca agregar os docentes do Ensino Fundamental de 9 anos na temática diversidade cultural, através do diálogo, da dança, da religião, dos hábitos e atitudes, da língua, das danças que têm origem na cultura afro-brasileira de modo a valorizar esse aspecto entre os alunos.

A técnica usada no curso refere-se a exposição midiática, textos, atividades e a sugestões de atividades e oficinas sob forma de plano de aula para os Anos Iniciais e Anos Finais do Ensino Fundamental de 9 anos.

HABILIDADES

- Identificar as disparidades entre brancos e negros na sociedade;

- Identificar e analisar criticamente os elementos geradores das diferenças raciais;

- Localizar por meio de pesquisas a história dos povos formadores da sociedade brasileira, destacando os povos africanos;

- Perceber a necessidade de intervir positivamente para a erradicação das desigualdades raciais em relação à cultura africana, presente no Brasil de diferentes formas;

- Respeitar os direitos humanos e fundamentais do cidadão;

- Valorizar a contribuição dos povos africanos no desenvolvimento do Brasil;

Reconhecer os aspectos oriundos da cultura africana em cada comunidade.

SITUAÇÕES DIDÁTICAS

- Contextualização sociocultural, situando acontecimentos históricos de outras épocas, enfatizando os manifestos sociais, assim como seus significados, conforme a faixa etária dos alunos;

- Investigação e pesquisa para atuar de maneira positiva no processo de reconstrução da memória social, utilizando entrevistas, relatos, questionários, documentários e outros meios disponíveis na Escola e comunidade;

- Vivência, através de oficinas variadas, da cultura afrodescendente, representando, construindo, pesquisando os aspectos da cultura afro que mais se evidenciam, conforme o interesse de cada faixa etária do Ensino Fundamental de 9 anos.

AVALIAÇÃO E CERTICAÇÃO

A avaliação é realizada através de atividades ao final de cada módulo e ao final do curso através de 20 questões retiradas de concursos públicos. Para ter direito ao certificado, o aluno deverá atingir 70% de aproveitamento. Caso o aluno não consiga atingir esse aproveitamento, ele terá outra oportunidade. Caso o aluno não alcance os 70% no período estabelecido para o curso ele deverá pagar uma taxa de R$ 50,00 para realizar novamente as avaliações.

Curso Legalizado, conforme artigo 205 e 206 da Constituição Federal, Lei nº 9.394, Decreto Presidencial nº 5.154 e normas da Resolução CNE nº 04/99 - MEC.

6 meses Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 6 meses após a matrícula.

Professores, gestores, e profissionais da educação!

Léa Maria Brito Teixeira
""

       

Confira algumas dúvidas mais comuns sobre a emissão e validade do certificado: 

- Meu certificado emitido através deste site tem validação do MEC? 

Os cursos autorizados pelo MEC são de Graduação e Pós-Graduação e as Secretárias Estaduais de Edução autorizam cursos técnicos profissionalizantes e do ensino médio. Cursos online são classificados, por lei, como cursos livres de atualização ou qualificação, ou seja, não se qualifica como graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. 

Os Cursos Livres, passaram a integrar a Educação Profissional, como Nível Básico após a Lei nº 9.394 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Essa é uma modalidade de educação não-formal com duração variável, a fim de proporcionar conhecimentos que permitam atualizar-se para o trabalho, sem exigências de escolaridade anterior. 

Educação é um direito de todos e é um incentivo a sociedade, previsto por lei na Constituição Federal. É com essa base que trabalhamos, incentivando a educação. Os cursos livres e os certificados tem validade para fins curriculares e certificações de atualização ou aperfeiçoamento, não sendo válido como técnico, graduação ou pós-graduação. 

- Meu certificado é aceito pelo CREA, CRC e CRM? 

Conforme citado acima, nossos cursos são de nível básico e livre, ou seja, servem para atualização e qualificação. Todos esses órgãos são de nível superior.

(Fontes: Secretaria de Educação de São Paulo e ABED)

Conteúdo Programático

Introdução à EAD e embasamento legal através da Lei n. 10.639/2003 - que versa sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana, ressalta a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.
  • 1. BOAS VINDAS! Diretora Geral do Instituto
  • 2. Introdução ao Curso de Cultura Afro Brasileira
  • 3. Introdução: Conhecendo um pouco da história do Brasil - Abolição
  • 4. História da Educação a Distância no Brasil
  • 5. Concepção de EaD
  • 6. 10 anos da Lei 10.639
  • 7. Estatuto da Igualdade Racial
  • 8. Entrevista com Kabengele Munanga
  • 9. Projetos Especiais - Especial: Educação quilombola
  • 10. Documentários - Africanidades brasileiras e educação
  • 11. Vídeo - O preto em movimento - Mv Bill
  • 12. Vídeo - YZALÚ - Mulheres Negras
  • 13. Ensino da História e Cultura Afro-brasileiras agora é obrigatório no Brasil
  • 14. Por uma infância sem racismo
  • 15. Vídeo - Que cor é a minha cor
  • 16. O preconceito
  • 17. História da África, história da humanidade
  • 18. Egito Antigo
  • 19. Outros povos da África Antiga
  • 20. A África e o Império Romano
  • 21. Islamismo no continente africano
  • 22. A escravidão e o racismo
  • 23. O Ensino Da História Africana
  • 24. Os perigos de uma história única
  • 1. Primeiras Palavras
  • 2. A história como a conhecemos
  • 3. Fim da Escravidão, mas e a vida do negro?
  • 4. A igualdade que não veio
  • 5. Sentimento higienista no Brasil
  • 6. Desigualdades sociais
  • 7. O negro e a Sociedade Brasileira
  • 8. Desigualdades raciais no brasil
Módulo III – A construção da identidade negra da criança na escola
  • 1. Construindo a identidade da criança negra na escola
  • 2. Cultura
  • 3. Educação
  • 4. Escola
  • 5. Currículo
  • 6. Projeto Político Pedagógico
  • 7. Saberes necessários à Educação do futuro
  • 8. Identidade
  • 9. Ressignificando a História e a Cultura Africana a Afro-Brasileira na Escola
  • 10. A construção da identidade da criança negra nos ambientes escolares
Módulo IV – A presença da cultura afro-brasileira na sociedade e suas manifestações nos diferentes segmentos da sociedade
  • 1. A cultura Afro-brasileira na Escola
  • 2. Presenças Africanas
  • 3. A música
  • 4. A Culinária
  • 5. A Capoeira
  • 6. A religiosidade
  • 7. A Mitologia dos Orixás
  • 8. A língua falada no Brasil
  • 9. UNESCO e MEC
Módulo V – A introdução da música e da literatura africana na sala de aula: técnicas diferenciadas
  • 1. Ensino da Cultura afro-brasileira e africana na sala de aula
  • 2. O Mestre ensina o que não se sabe
  • 3. A sala de aula
  • 4. A literatura
  • 5. A literatura (Parte 02)
  • 6. Livros animados – A cor da cultura
  • 7. A Música
  • 8. A culinária
  • 9. A beleza africana
  • 10. Artigos publicados
  • 11. Últimas Palavras
Módulo VI – A cultura indígena: aspectos gerais e como trabalhar o tema em sala de aula – Lei n. 11.645/2008 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”.
  • 1. Introdução
  • 2. Arqueologia Indígena
  • 3. Patrimônio Cultural - Povos Indígenas
  • 4. Cultura Indígena Brasileira
  • 5. Cultura e Identidades indígenas
  • 6. A arte Indígena
  • 7. Aperfeiçoamento em Estudos Indígenas
  • 8. As Tecnologias de Comunicação e a Construção do Conhecimento em Comunidades Indígenas
  • 9. História do Índio no Brasil
  • 10. Educação e Cultura Indígena
  • 11. Cultura Afro-Brasileira e Cultura Indígena
Material complementar: textos legais que embasam a cultura afro-brasileira e indígena e modelos de sequência didática
  • 1. Como fazer sequência didática
  • 2. Artigo sobre Racismo e Aprendizagem Escolar
  • 3. Redescobrindo Brinquedos Cantados na Africanidade Brasileira
  • 4. Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais
  • 5. Lei 10.639
  • 6. Chapeuzinho vermelho negra
  • 7. Contribuicao povos-africanos técnicas
  • 8. Contribuições para implementaçao da lei
  • 9. Sites e filmes - Africanidade
Vídeo – material audiovisual que complementa a formação dos professores sobre a cultura afro-brasileira e indígena.
  • 1. Professor + Um dia importante - Consciência Negra
  • 2. Black power - Consciência Negra
  • 3. Pele + Mídia
  • 4. O que eu posso ser hoje
  • 5. Eu + Preconceito
  • Cultura Afro Brasileira e Indígena nas Escolas

Dúvidas Frequentes

R: Para acessar os Cursos, basta acessar a Plataforma Educacional através do campo “LOGIN”, que está localizado no canto superior direito da página inicial de nosso Site Educacional. Você deverá digitar seu e-mail e sua senha que foram ENVIADOS no seu email no momento de sua matrícula. Após acessar, você vai visualizar todos os Cursos disponíveis.
R: Sim. A Carga Horária é especificada na frente e no verso do Certificado juntamente com as matérias estudadas no Curso.
Voltar ao topo